Blogger Template by Blogcrowds.

EU-MULHER (Conceição Evaristo)

Uma gota de leite me escorre entre os seios.
Uma mancha de sangue me enfeita entre as pernas

Meia palavra mordida me foge da boca.
Vagos desejos insinuam esperanças.

Eu-mulher em rios vermelhos inauguro a vida.
Em baixa voz violento os tímpanos do mundo.

Antevejo.
Antecipo.
Antes-vivo
Antes - agora - o que há de vir.
Eu fêmea-matriz.
Eu força-motriz.
Eu-mulher abrigo da semente motor-contínuo
do mundo.

3 Comments:

  1. Anônimo said...
    Lembra que Ari levou esse poema pra sala no terceiro ano? É belíssimo!
    Marília M. said...
    Clarooo. Ari é belíssimo... Conceição Evaristo também!!
    Toni Caldas said...
    Mui belo!
    A foto se enquadrou bem...

    ;)

Post a Comment



Postagem mais recente Página inicial